Termo que designa a técnica de disposição do lixo, que permite a confinação segura em termos de controle da poluição ambiental e proteção à saúde pública. De acordo com o IBGE, em 2000, o lixo produzido diariamente no Brasil chegou a 125 mil toneladas, sendo que 47% destinados a aterros sanitários, 22% a aterros controlados e apenas 31% a lixões.